Portal Gesbanha

Sábado, 24 Ago de 2019
Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Rec. Humanos Processamento de Vencimentos Segurança Social Código Contributivo para a Segurança Social - Adiado

Código Contributivo para a Segurança Social - Adiado

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 8
FracoBom 

O novo Código Contributivo para a Segurança Social foi adiado até 2011, na sequência das propostas de lei aprovadas pela oposição na Assembleia da República e respectiva promulgação pelo Presidente da República.

 

Na sequência da publicação o novo código contributivo para a Segurança Social (Lei 110-2009) que entra em vigor apartir de 1 de Janeiro de 2010,  apresentamos de seguida um resumo das principais alterações:

 

1. A TSU passará a incidir também sobre:

  • PPR e quaiquer Regimes Complementares de SS pagos pela Empresa
  • Seguros ramo vida e fundos de pensões
  • Despesas de representação pré determinadas
  • Indemnizações por despedimento, caso a trabalhador tenha direiro a subsídio de desemprego
  • Montantes atribuídos a título de Participação nos lucros da empresa no caso do trabalhador não ter direito a remuneração certa variável ou mista
  • Subsídio de refeição, deslocações e estadas, ajudas de custo, abonos de viagem, abonos para falhas, despesas de transporte e pagamento de km's (deslocações em viatura própria) e atribuição do uso de uma viatura da empresa ao trabalhador na parte que exceda os limites legais em sede de IRS.

 As prestações acima mencionadas beneficiam de um ajustamento progressivo da base de incidência contributiva nos seguintes termos:

  • 33% do valor no ano de 2010
  • 66% do valor no ano de 2011
  • 100% do valor apartir de 2012

 

 2. Fixação de taxas contributivas mais favoráveis

 Redução da taxa contributiva de 23,75% para 22,75% nos contratos de trabalho sem termo e agravamento da taxa contributiva de 23,75% para 26,75% em casos de contratação a termo.

 

 3. Trabalhos independentes

  • As empresas que contratem trabalhadores a recibos verdes irão pagar uma taxa de 5% da SS sobre 70% do valor de cada recibo.
  • As contribuições serão pagas trimestralmente, pelas entidades contratantes, entre o dia 10 e o dia 20 do mês seguinte ao trimestre a que respeita.
  • As entidades contratantes, estão ainda obrigadas a declarar trimestralmente, até ao dia 10 do mês seguinte ao fim do trimestre a que respeita, o valor do respectivo serviço, em relação a cada trabalhador independente.

 

 A Taxa contributiva aqui mencionada, beneficia de um período transitório, sendo esta de:

  •  2,5% em 2010
  •  5,0% em 2011

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Gesbanha apresenta este Documento apenas para consulta. Deverá sempre aconselhar-se com alguem que tenha conhecimentos ecompetências para tal. Declinamos desde já qualquer responsabilidade pela utilização deste documento!  

Actualizado em ( Sexta, 15 Janeiro 2010 10:54 )  

Fotografia



Instalações do Grupo Gesbanha
Localização

Gesbanha - Entidade Certificada

 

Entidade Certificada

 

A Gesbanha é uma entidade Certicada pela APCER com a certificação ISO 9001.

Sites Recomendados

Até onde pode ir?
Apresentamos-lhe aqui links para sites que recomendamos a sua visita.

Sondagem

O que acha do novo site?
 

Em Destaque

 

Parceria com a Faculdade de Economia da Universidade do Algarve

Parceria com a Universidade de Econ...

 

Feira de Empreendedorismo Júnior em Tondela

Os projetos vencedores do 2º ciclo...

 

10 anos a criar novas Gerações de Empreendedores

A GesEntrepreneur - Empreendedori...

 

Um Concelho amigo do emprego e das empresas

No âmbito da orientação estraté...

Newsletter

Nome:

Email:

Quem está Online

Temos 14 visitantes em linha