Portal Gesbanha

Sábado, 24 Fev de 2018
Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Finanças Glossário Glossário

Glossário

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 15
FracoBom 
Indíce do artigo
Glossário
B
C
D
E
F
J - K - L - M - N
O
P
Q - R
S - T
U - V - W
Todas as páginas

tech-12.jpgGlossário onde poderá procurar os significados de diversos termos aplicados em finanças:

A

Acções de crescimento - Acções ordinárias de empresas com oportunidade de investimento proporcionando uma rendibilidade superior ao custo de oportunidade do capital (cf. acções de rendimento).

Acções "letter stock" - Colocação privada de acções ordinárias assim chamadas por a SEC exigir do comprador uma carta em que declara que não tenciona revender as acções.

Acções de rendimento - Acções ordinárias com elevada taxa de rendibilidade por dividendos e poucas oportunidades de investimento lucrativo.

Acções na posse do público - Acções emitidas menos as que estão na posse da empresa emitente.

Acções ordinárias - Valores mobiliários representativos da posse de uma parcela de uma empresa.

Acções preferenciais - Acções com prioridade sobre as acções ordinárias na distribuição de dividendos. Não podem ser pagos dividendos às acções ordinárias antes dos dividendos devidos às acções preferenciais (cf. acções preferenciais cumulativas). A taxa do dividendo das acções preferenciais é normalmente fixada aquando da sua emissão.

Acções preferenciais convertíveis na maturidade - Acções preferenciais que se convertem automaticamente em acções ordinárias numa data especificada. Existe um limite ao valor das acções recebidas pelos investidores.

Acções preferenciais cumulativas - Acções que têm prioridade sobre as acções ordinárias relativamente ao recebimento de dividendos. Os dividendos não podem ser pagos às acções ordinárias até terem sido liquidados todos os dividendos das acções preferenciais em dívida.

Acções preferenciais indexadas - Acções preferenciais que pagam dividendos variáveis com a taxa de juro de curto prazo.

Acções preferenciais indexadas por leilão - Uma variante de acções preferenciais de taxa flutuante em que o dividendo é reajustado em leilão todos os 49 dias.

Acções preferenciais "MIP" - Acções preferenciais emitidas por uma subsidiária localizada num paraíso fiscal. A subsidiária reempresta os fundos à empresa-mãe.

Acções próprias - Acções ordinárias da própria empresa readquiridas e mantidas em carteira.

Aceite bancário - Título aceite por um banco para pagamento de um dado montante numa data futura (cf. aceite comercial).

Aceite comercial - Título aceite por uma empresa para o pagamento de um determinado valor numa data futura (cf. aceite bancário).

ACH "Automated Clearíng House" - Câmara de Compensação Automatizada (CCA).

Acordo de colocação tudo ou nada - Emissão de valores mobiliários será cancelada se o intermediário financeiro tomador não conseguir colocar a sua totalidade.

Acordo de dupla tributação - Acordo entre dois países para que os impostos pagos num deles possam ser deduzidos aos impostos a pagar no outro país sobre os dividendos provenientes do primeiro.

Acordo de garantia de colocação - Num aumento de capital, acordo pelo qual o intermediário .financeiro tomador adquirirá todas as acções não compradas pelos investidores.

Acordo de pagamento dos custos - Acordo pelo qual os proprietários de um projecto de investimento recebem a produção livre de encargos, mas em que se obrigam a pagar os custos operacionais e financeiros do projecto.

Acordo de recompra (Reporte, "Repo") - Compra dos títulos do Tesouro a um "dealer" com o compromisso de este os recomprar a um preço especificado.

Acordo de representação fiscal - .fiduciário para obrigações. Ao contrário do agente fiduciário (dos credores), o agente de representação fiscal actua como agente da emitente.

Acordo de suprimentos para fundo de maneio - Acordo pelo o qual os sócios de uma empresa aceitam proporcionar os recursos financeiros necessários para a constituição do .fundo de maneio adequado.

Acordo directo particular - Acordo formal, por exemplo, estabelecendo as condições de uma emissão de obrigações.

Acordo sobre a utilização de oleodutos - Acordo pelo qual os accionistas de uma empresa de oleodutos se comprometem a fazer uma utilização suficiente da sua rede de forma a permitir à empresa o cumprimento do seu serviço da sua dívida.

ACRS "Acelerated Cost Recovery System" - Método "ACRS" de amortização acelerada.

Activo circulante ou corrente - Activo que será normalmente convertido em disponibilidades num prazo até um ano.

Activo com liquidez - Activos que podem ser facilmente convertidos em dinheiro e a baixo custo; nomeadamente, dinheiro e títulos de curto prazo.

Activo corpóreo - Activos físicos, tais como instalações fabris, equipamentos e instalações administrativas (cf. activo incorpóreo).

Activo incorpóreo - Activos intangíveis, tais como conhecimentos tecnológicos, marcas e patentes registadas (cf. activo corpóreo).

Activos financeiros - Valores mobiliários que representam direitos sobre activos reais.

Activos reais - Activos, corpóreos e incorpóreos, utilizados na prossecução de um negócio (cf. activos financeiros).

ACU "Asian Currency Units" - Depósitos de Moeda estrangeiras em países Asiáticos.

Adiantamento - Empréstimos sobre a forma de pagamento antecipados de encomendas a satisfazer no futuro.

Aditividade do valor - Regra segundo a qual o valor do conjunto é igual à soma dos valores das partes.

ADM - Análise discriminante múltipla.

ADR "American Depository Receipts" - Recibo de depositário Americano de valores mobiliários.

AIBD " Association of International Bond Dealers" - Associação Internacional de Dealers de obrigações.

AIRS "Amortizing Interest Rate Swap" - Swap de taxa de juro de capital variável.

Amex "American Stock Exchange".

Amortização - (1) Reembolso de um empréstimo em prestações.

- (2) Dotação para Depreciação.

Amortização Acelerada - Qualquer método de depreciação de que resultem maiores dotações nos primeiros anos de vida de uma imobilização.

Amortização pelo método do saldo crescente - Método de amortização acelerada.

Análise da idade dos créditos - Registos do período de tempo em que as contas a receber têm estado em dívida.

Análise de regressão - Em estatística, uma técnica para ajustar uma linha a um conjunto de pontos.

Análise de sensibilidade - Análise do efeito sobre a lucratividade do projecto de possíveis alterações nas vendas, nos custos, etc.

Análise discriminante múltipla (ADM) - Técnica estatística para distinção entre dois conjuntos, na base da observação das suas características.

Análise do ponto morto - Cálculo do volume de vendas de um projecto em que os custos e os proveitos estão exactamente em equilíbrio.

Análise fundamental - Método de análise de valores mobiliários que tem por objectivo identificar activos mal valorizados, através da análise das perspectivas de negócios da empresa (cf. análise técnica).

Análise técnica - Método de análise de valores mobiliários que procura detectar e interpretar padrões gráficos no comportamento histórico dos seus preços (cf. análise fundamental).

Anuidade - Uma aplicação que produz fluxos de tesouraria constantes durante um número limitado de períodos.

Anuidade imediata - Anuidade cujos pagamentos ocorrem no princípio de cada período.

Anulação (de dívida) - Prática, utilizada pelo devedor, de reservar fundos ou obrigações em montante suficiente para pagar uma dívida contraída. Tanto a dívida com os correspondentes activos em reserva são retirados do balanço.

Anulação de dívida em substância ("in substance defeasance") - Anulação de dívida na qual a dívida é retirada do balanço mas não é cancelada (cf. novação).

Anúncio de emissão ("tombstone") - Anúncio de emissão de valores mobiliários com lista dos intermediários financeiros tomadores.

APT "Arbitrage Pricing Theory" - Teoria de valorização por arbitragem.

Aquisição da empresa pelos seus gestores (MBO) - Aquisição de uma empresa com recurso a elevado endividamento, sendo o grupo adquirente liderado pelos gestores da empresa.

Aquisição por troca de acções - Aquisição de uma ou outra empresa através da compra das suas acções pagas com dinheiro ou com acções da adquirente.

Arbitragem - Compra de um valor mobiliário e simultânea venda de um outro para obtenção de um lucro sem risco.

Arbitragem ou Arbitragem de risco - Expressão habitualmente utilizada para descrever a tomada de posições simétricas em valores mobiliários relacionados, por exemplo, na altura de uma oferta pública de aquisição.

Armazém de campo - Armazém arrendado por uma empresa de armazenagem nas instalações de outra empresa (cf. armazém público).

Armazém público (armazém terminal) - Armazém gerido por uma empresa independente da armazenagem nas suas próprias instalações (cf. armazém de campo).

Armazém terminal - Armazém público.

Auto- selecção - Consequência de um contrato que conduz à participação de um único grupo (v.g., os agentes de menor risco).

Autofinanciamento - Financiamento gerado por uma empresa através dos lucros retidos e das amortizações (cf. financiamento exterior).

Aval bancário - Garantia prestada por um banco para uma dívida contraída por uma empresa.

 


 

B

"Back wardation" - Situação em que o preço à vista de uma mercadoria excede o preço do respectivo contrato futuro.
Banco comercial de grande dimensão - Um grande banco comercial americano que realiza operações bancárias muito diversificadas.

Banda de cotações "forward" - Cotação cambial "forward" que estabelece um limite superior e um outro, inferior. para o custo da moeda estrangeira.

Beta (b) - Medida de risco de mercado.

Bilhete do Tesouro (BT) - Títulos com vencimento inferior a um ano emitidos abaixo do par e de uma forma regular pelo governo

Bloco - Termo que designa a amplitude do compromisso do intermediário financeiro tomador numa nova emissão, v. g., um grande bloco ou um pequeno bloco.

 


 

C

Câmara de Compensação Automatizada (CCA) - Sistema electrónico privado gerido por um grupo de bancos. para pagamentos de baixo valor em número muito elevado.

Capitais permanentes - Exigível a médio e a longo prazos mais os capitais próprios, incluindo as acções preferenciais.

Capitais próprios - (I) Acções ordinárias e acções preferenciais. Expressão frequentemente usada para designar apenas as acções ordinárias.

- (2) Situação líquida.

Capital circulante - Activo e passivo correntes. A expressão é normalmente usada como sinónimo de fundo de maneio.

Capital de risco - Capital aplicado no financiamento de uma nova empresa.

Capital em dívida - Montante de dívida que tem de ser reembolsado.

Capital realizado - Número total de acções que foram emitidas(cf. acções na posse do público).

Capital social - Valor pelo qual as acções de uma empresa são rodadas contabilisticamente.

Capital Social Autorizado - Número máximo de acções que urna sociedade pode emitir conforme é definido pelos seus estatutos.

CARD "Certificates for Amortizing Revolving Debt" - Títulos de dívida garantidos por créditos de cartões de crédito.

CX "Certificates of Automobile Receivables" - Títulos de dívida garantidos por créditos de venda de automóveis a prestações.

Carta de crédito - Carta de um banco informando que abriu um crédito a favor de uma empresa.

Carteira eficiente - Carteira de títulos que oferece o menor risco (Desvio-Padrão) para a sua rendibilidade esperada, e a maior rendibilidade esperada para o seu nível de risco.

Cash and carry - Compra de um valor mobiliário e venda simultânea de um contrato futuro, sendo o saldo financiado através de empréstimo ou de uma operação de reporte.

Carteiro branco - Um potencial comprador amigável procurado Por uma empresa que se encontra ameaçada por um comprador

CD - certificado de depósito,

CCA - Câmara de Compensação Automatizada. ACH.

CEDEL - Um sistema centralizado de compensação para euro- obrigações. Idem para o Euroclear

Centralização de operações bancárias - Sistema pelo qual os clientes fazem os pagamentos num centro regional aglutinador que, depois, os deposita numa conta de um banco regional, sendo os saldos transferidos para o banco principal da empresa.

Certificado de antecipação de impostos - Títulos de curto prazo emitidos pelo Tesouro dos EUA que podem ser utilizados, ao valor ,facial, para o pagamento de impostos.

Certificado de depósito (CD) - Certificado comprovativo de um depósito a prazo num banco.

Certificado garantido por equipamento - Título de dívida garantido, usualmente utilizado para financiar equipamentos ferroviários. 0 credor mantém a propriedade do equipamento até a dívida estar paga.

Certificados de depósito renováveis - Um conjunto de certificados de depósito sucessivos.

CFO "Chief Financial Officer" - Administrador com o pelouro financeiro.

Cheque emitido por um banco - Cheque emitido por um banco regional a favor de uma certa empresa.

Cheques a pagar em trânsito - Cheques emitidos pela empresa que ainda não foram debitados (cf. cheques a receber em trânsito).

Cheques a receber em trânsito - Cheques de clientes que ainda não foram recebidos, depositados e adicionados ao saldo disponível da tesouraria da empresa (cf. cheques a pagar em trânsito).

Cheques em trânsito - Ver cheques a receber em trânsito e cheques a pagar em trânsito.

CHIPS "Clearing House Interbank Payments System" - Sistema electrónico internacional de pagamentos de elevado montante usado por um grupo de grandes bancos.

Cláusula - Cláusula de um contrato de empréstimo.

Cláusula de avaliação independente - Cláusula contratual que confere o direito de avaliação independente.

Cláusula de incumprimento cruzado - Cláusula de um contrato de empréstimo estabelecendo que a empresa devedora será considerada em estado de incumprimento se não satisfizer os seus compromissos relativos a qualquer outro empréstimo,

Cláusula de não penhor - Cláusula pela qual o devedor se compromete a não constituir qualquer ónus exclusivo sobre qualquer dos seus activos,

Cláusula de ventos e marés - Cláusula num acordo de locação que obriga o locatário a fazer os pagamentos, independentemente do que aconteça ao locador ou ao equipamento.

CMO "Collateralized Mortgage Obligations" - Obrigações hipotecárias CMO.

Cobertura com "forwards" - Compra ou venda "forward" de moeda estrangeira, tendo em vista contrabalançar um fluxo de tesouraria futuro conhecido.

Cobertura de risco ("hedging") - Comprar um activo e vender outro de modo a reduzir o risco. Uma cobertura perfeita produz uma carteira sem risco.

Cisão de uma empresa - Distribuição de acções de uma subsidiária aos accionistas da empresa - mãe de modo que detenham acções separadamente nas duas empresas.

Cobertura dos custos das operações ("internal mcasure") - Rácio que mede o número de dias que a empresa consegue financiar as suas operações sem recebimentos adicionais.

Cobertura dos juros pagos- Resultado antes de juros e impostos a dividir pelos juros pagos.

Cobrança "lock-box" - Forma de centralização de operações bancárias. Os clientes enviam os pagamentos para uma caixa postal. Um banco local recebe e faz o processamento dos cheques. e transfere o saldo para o banco principal da empresa.

Coeficiente de correlação - Medida estatística de interdependência existente entre duas variáveis.

Colar - Limites superior e inferior da taxa de juro de uma obrigação de cupão indexado.

Colocação indirecta com compra inicial - Emissão de valores mobiliários adquirida na sua totalidade por um ou dois intermediários financeiros.

Colocação sob condição de melhores esforços - Os intermediários tomadores comprometem-se a não colocar uma emissão de valores imobiliários. mas apenas a desenvolver os seus melhores esforços no sentido da sua integral subscrição.

Com direitos - Aquisição de acções em que o comprador ainda o direito de preferência no aumento de capital (cf. sem direitos).

Com dividendos - Aquisição de acções em que o comprador ainda tem direito ao próximo dividendo (cf. sem dividendos)

Comissão de compra - Comissão de que beneficiam os intermediários financeiros tomadores numa emissão de acções com reserva de preferência, relativamente às acções que sejam obrigados a comprar.

Comprador de títulos de crédito exigíveis - Comprador de títulos de créditos exigíveis (v.g. letras ou promissórias emitidas por importadores.

Conhecimento de embarque - Titulo que estabelece a propriedade de mercadorias em trânsito.

Consolidação de interesses - Método contabilístico utilizado nas fusões. 0 balanço consolidado e obtido somando a conta os balanços de cada uma das empresas.

Consolidado (dívida pública) - Designação das obrigações perpétuas emitidas pelo governo britânico. Algumas vezes usado como sinónimo de perpetuidade.

Conta corrente Comercial - Acordo pelo qual as vendas são concretizadas sem o celebração de qualquer contrato formal de dívida. 0 comprador assina apenas uma guia de remessa ou uma factura, e o vendedor regista o valor da venda na respectiva conta.

Conta de deposito bancário "MMDA" - O depositante recebe uma remuneração sob a forma de juro e de alguns benefícios na utilização de cheques. por contrapartida de manutenção de um determinado saldo mínimo.

Contas a pagar - Débitos comerciais. Divida não titulada a fornecedores,

Contas a receber - Créditos comerciais. Créditos não titulados sobre clientes.

Contrato de locação - Acordo de aluguer de longo prazo,

Contrato fiduciário - Contrato entre o agente fiduciário e a empresa emitente fixando as condições de uma emissão de obrigações.

Contrato futuro (futuro. contrato a futuro)- Contrato para compra de uma mercadoria ou de um activo financeiro numa data futura por um preço fixado no presente. Ao contrário dos "forward", os futuros são transaccionados em bolsas e sujeitos a reavaliação diária ("marked to rnarket") ao preço de referência.

Controlador dos registos - Pessoa ou instituição designada por uma empresa para manter o controlo dos registos de Transmissão dos seus valores mobiliários.

Controller - Executivo, responsável Pela gestão orçamental, pela contabilidade e pela auditoria interna de uma empresa (cf. director financeiro)

Cotação directa (nos EUA) - Indicação da quantidade de dólares Americanos (moeda Nacional) necessária para adquirir uma unidade de uma divisa estrangeira (cf. cotação Inversa).

Cotação inversa (nos EUA) - Número de unidades da moeda estrangeira necessárias para comprar $1 (moeda nacional) (cf. cotação directa).

Co - variância - Medida da variação conjunta de duas variáveis

Crédito comercial- Conta a receber.

Crédito entrega - a - entrega - Acordo em que o cliente paga a última entrega quando recebe a seguinte.

Crédito fiscal por dividendos - Regime no qual os investidores que recebem um dividendo recebem também um crédito fiscal correspondente ao imposto sobre o rendimento pago pela empresa.

Crédito fiscal por investimento - Parcela de um novo investimento que pode ser usada para reduzir a carga fiscal da empresa. (abolido em 1986).

Crédito renovável permanente - Crédito sucessivamente renovável.

Crédito renovável - Linha de crédito formalmente negociada com um banco

Crédito sazonal - Extensão de crédito de que beneficiam os clientes que colocam as suas encomendas fora da época alta.

Cum direitos – Com direitos

Cum dividendo - Com dividendos

Cupão - (1) No sentido restrito. um cupão agregado ou impresso no certificado representativo de um valor mobiliário ao portador que deve ser entregue para o recebimento dos juros

- (2) Mais genericamente, o pagamento dos juros da dívida.

Curva de rendimentos - Estrutura temporal das taxas de juro, curva de rendibilidades.

Custo de oportunidade do capital (taxa mínima de rendibilidade, custo do capital) - Rendibilidade esperada que se deixa de obter por investir noutro projecto em vez de o fazer em valores mobiliários de risco idêntico.

Custo do capital - Custo de oportunidade do capital.

Custo médio de capital (CMC) - Rendibilidade média esperada de uma carteira constituída por todos os valores mobiliários emitidos pela empresa. Utilizada como taxa de rendibilidade mínima em investimentos da empresa.

Custos irrecuperáveis- Custos efectivamente suportados e insusceptíveis de reversibilidade.

 


 

D

Debenture - Obrigações sem quaisquer garantias

Delta - Rácio de cobertura de risco.

Delta da opção - Rácio de cobertura

Depósito em eurodólares (1) Depósito de dólares americanos junto de um banco fora dos E.U.A.

Depósitos de moeda estrangeira em países asiáticos - Depósitos em dólares em Singapura ou noutros centros financeiros asiáticos.

Depreciação - (1) Redução do valor contabilístico ou de mercado de um activo: (2) Parcela de um investimento que pode ser Reduzida ao rendimento colectável.

Depreciação linear - Uma mesma quantidade de dólares de depreciação por período.

Depreciação pelo método dos dígitos - Método de amortização acelerada.

Desconto por antecipação - Acordo que permite aos clientes beneficiar de um desconto à taxa normal do mercado se liquidarem os seus débitos antes do vencimento.

Desdobramento de acções - Emissão "Gratuita" de acções para os actuais accionistas.

Desintermediação - Retirada de fundos de uma instituição financeira com o objectivo de os investir directamente (cf. intermediação).

Desvio-padrão - Raiz quadrada da variância- uma medida de variabilidade.

Diagrama de ganhos e perdas - Gráfico descritivo dos ganhos e das perdas possíveis de um investimento em activos derivados.

Diferencial de juros "TED" - Diferença entre as taxas de juro proporcionadas pelos "T-bills" americanos (T) e pelos depósitos em eurodólares (ED).

"Differential swap" ("diff", "quanto swap") - Variante de swap entre duas taxas de juro Libor. v.g. entre a Libor do iene e a Libor do dólar. Os pagamentos são feitos na mesma moeda.

Diluição - Diminuição da proporção do rendimento a que cada acção tem direito.

Director financeiro - 0 principal responsável financeiro(cf. controller).

Direito condicionado - Direito cujo valor depende do valor de um outro activo.

Direito de amortização antecipada - Cláusula que permite à empresa emitente recomprar uma emissão de obrigações por um preço previamente especificado.

Direito de avaliação independente - Direito dos accionistas, numa fusão. de solicitar o pagamento de um preço justo pelas suas acções, determinado de um modo independente.

Direito de preferência - Direito dos accionistas comuns de receber qualquer distribuição de valores efectuada pela empresa.

Direito "greenshoe" - 0pcão de que beneficia um intermediário financeiro tomador numa nova emissão de poder adquirir e vender acções adicionais.

Disponibilidades em trânsito - Cheques depositados por uma empresa, cujo valor ainda não foi disponibilizado pelo banco.

Distribuição assimétrica - Distribuição de probabilidade na qual desigual o número de observações superiores e inferiores à média.

Distribuição normal - Distribuição de probabilidade simétrica em forma de sino que se completamente definida por uma média e um desvio – padrão.

Divida comercial - Contas pagar.

Dívida fundada - Divida com vencimento superior a um ano (cf. Dívida não fundada).

Dívida garantida - Dívida que. no caso de incumprimento. tem direitos prioritários sobre determinados activos.

Dívida não fundada - Dívida com vencimento inferior a um ano (cf. dívida fundada).

Dívida prioritária - Dívida que no caso de falência. deve ser liquidada antes da dívida subordinada.

Dívida sem opção de reembolso antecipado - Dívida que não pode ser antecipadamente reembolsada por opção da emitente com o objectivo de a substituir por outra com uma menor taxa de remunerações.

Dívida subordinada - Dívida sob a qual tem precedência a dívida prioritária. Em caso, de falência os credores subordinados são reembolsados só depois de terem sido liquidados por inteiro os créditos prioritários.

Dividendo em acções - Dividendos atribuídos sob a forma de acções. em vez de em numerário.

Dividendo especial (dividendo extraordinário) - Dividendo com pouca probabilidade de repetição.

Dividendo extraordinário - Dividendo susceptível ou não, de repetição (cf. dividendo regular).

Dividendo regular - Dividendo que a empresa espera manter no futuro.

Dividendos - Lucros distribuídos aos accionistas de uma empresa.

Duração "Duration" - Vida média (em anos) dos fluxos de tesouraria actualizados de um activo.

 

(1) NT.: Termo genérico utilizado para cobrir também o caso de outros curodepósitos denominados noutras divisas que não o dólar americano.

(2) N.T.: Apesar de o texto referir explicitamente apenas a moeda americana. O conceito abarca também os casos de depósitos em países asiáticos das principais divisas 2 nível internacional.

 


 

E

EAR - Empréstimo de alto risco.

ECU "European Currency Unity" - Unidade Monetária Europeia.

Efeito de alavanca - Ver efeito de alavanca financeiro, efeito de alavanca operacional.

Efeito de alavanca financeiro - Utilização do endividamento para aumentar a rendibilidade esperada dos capitais próprios. Este efeito é medido pelo rácio entre a divida e a soma da dívida com os capitais próprios (cf. efeito de alavanca).

Efeito de alavanca operacional - Ampliação das variações dos lucros de exploração causada pelos custos fixos operacionais (cf. efeito de alavanca financeiro).

Eficiência forte (de mercado) - Mercado onde os preços dos valores mobiliários reflectem instantaneamente toda a informação disponível para os investidores (cf. eficiência fraca e eficiência semiforte).

Eficiência fraca (de mercado) - Mercado onde os preços dos valores mobiliários reflectem instantaneamente a informação histórica neles contida. Num tal mercado os preços dos valores mobiliários seguem um passeio aleatório ("random walk") (cf. eficiência semiforte e eficiência forte)

Eficiência semiforte (de mercado) - Mercado onde os preços dos valores mobiliários reflectem toda a informação disponível publicamente (cf. eficiência fraca e eficiência forte).

Emissão de acções de empresa já cotada - Emissão de valores para os quais já existe um mercado (cf. oferta pública).

Emissão inicial de dívida abaixo do par - Dívida que é oferecida inicialmente por um preço abaixo do valor nominal.

Emissão mais recente (de obrigação do Tesouro) - A emissão mais recente de obrigações do tesouro (e, portanto, habitualmente a mais líquida) numa dada gama de maturidade.

Emissão segundo a regra A - Emissão de valores mobiliários em montante inferior a $1,5 milhões de dólares, em parte estão isentas das exigências do registo da SEC.

Emissão simples - Emissão sem características pouco usuais.

Emissão subvalorizada - Emissão de valores mobiliários abaixo do seu valor de mercado.

Emissão reservada - Emissão de valores mobiliários reservada aos actuais accionistas (cf. oferta pública de subscrição).

Empresa "blue-chip" - Grande empresa com elevada capacidade de endividamento.

Empréstimo a prazo - Empréstimo privado de médio prazo, em geral concedido por um banco.

Empréstimo com recurso - Termo que designa um tipo de empréstimo, Se um empréstimo é efectuado com direito de recurso, o credor tem um direito sobre a generalidade da empresa-mãe no caso de as garantias serem insuficientes para o pagamento da dívida.

Empréstimo de alto risco (EAR) - Empréstimo bancário a uma empresa já muito endividada (no passado, cada caso deveria ser comunicado ao Federal Reserve Board).

Empréstimo estruturado - Empréstimo com características adaptadas ao comprador, frequentemente incorporando algumas opções pouco usuais.

Empréstimo intercalar - Empréstimo de curto prazo que proporciona um financiamento temporário até à obtenção de fundos permanentes.

Empréstimo para activo circulante - Empréstimo para financiamento de activos circulantes. A venda desses activos fornece os meios para reembolsar o empréstimo.

Engenharia financeira - Combina ou desagrega instrumentos financeiros existentes para criar novos produtos financeiros.

EPS "Earnings per share" - Lucros por acção (LPA).

Equivalente certo - Um fluxo de tesouraria certo cujo valor futuro é igual ao de um outro fluxo de tesouraria com risco.

Erro - Padrão - Em estatística, a medida do erro de estimativa.

Estatutos da empresa - Documento legal de constituição de uma sociedade e que define a sua estrutura e o seu objecto social.

Estrutura de capitais - Estrutura do conjunto dos diferentes títulos emitidos pela empresa.

Estrutura temporal das taxas de juro - Relação entre as taxas juro de empréstimos com diferentes prazos de vencimento ( cf. curva de rendimentos ).

Euro - obrigações - Obrigações que são comercializadas no mercado Internacional.

Euroclear - sistema de compensação Centralizado para euro- obrigações. Idem para o CEDEL.

Exposição contabilística - Risco de efeitos desfavoráveis nas demonstrações financeiras de uma empresa que podem ocorrer pai variações nas taxas de câmbio (cf. exposição económica, exposição de transacção).

Exposição de transacção - Risco em que incorre uma empresa com fluxos de caixa futuros conhecidos mas denominados numa moeda estrangeira e que resulta das possíveis variações da taxa de câmbio (cf. exposição económica e exposição contabilística).

Exposição económica - Risco procedente de alterações nas taxa, de câmbio reais (cf. exposição de transação e exposição contabilística).

 


 

F

Facilidade de crédito "swingline" - Linha de crédito bancário para concessão de Financiamento enquanto a empresa substitui papel comercial americano por europapel comercial.

Factor de actualização - Valor actual de $1 recebido numa data futura conhecida.

Factor de actualização de uma anuidade - Valor actual de $1 pago em cada um de 1 períodos.

"Factoring" - Acordo pelo qual uma instituição financeira compra as contas a receber de uma empresa e procede à sua cobrança.

"Factoring" com serviço integral - Tipo de factoring que engloba , a cobrança, o seguro eo financiamento das contas a receber.

"Factoring" no vencimento- Tipo que Proporciona a cobrança e o seguro das contas a receber.

Falência planeada - Procedimento de falência destinado a conseguir um dado plano de reorganização da empresa previamente acordado de modo informal.

FASB "Financial Accounting Standards Board" - Comissão normativa de contabilidade financeira dos E.U.A.

FCIA "Foreign Credit Insurance Association" - Associação dos de seguros de créditos sobre o estrangeiro.

FDIC "Federal Deposit Insurance Corporation" - Empresa federal Americana de seguro de depósitos.

"Fedwire" - Um sistema electrónico para pagamentos de elevado montante, a cargo do Sistema de Reserva Federal (cf. CHIPS).

Financiamento de projecto - Dívida que, em grande parte, será paga pelos fluxos de tesouraria produzidos por um projecto específico e não pelas receitas gerais da empresa

Financiamento (exterior à empresa) - Financiamento que não é gerado pela própria empresa: novo endividamento ou uma emissão de acções (cf. Autofinanciamento).

Financiamento extrabalanço - Financiamento que não é reflectido como passivo no balanço da empresa.

Financiamento por "fideicomisso" - Acordo usado para financiar existências. Uma empresa financeira adquire as existências de uma empresa mas esta mantém-nas em seu poder através de um contrato de "fideicomisso".

Fluxo de tesouraria actualizado (FTA) - Fluxos de tesouraria futuros multiplicados pelos factores de actualização, para obter o seu valor actual.

Fluxo de tesouraria anual equivalente - Anuidade com o mesmo valor actual líquido que o investimento proposto pela empresa.

Fluxo de tesouraria livre - Fundos que não são necessários nas operações correntes nem para reinvestimento.

Forex - Abreviatura de "Foreign exchange".

FRA "Forward rate agreement" - Contrato de empréstimo a realizar no futuro a uma taxa de juro fixada no presente.

Fracção - Transacção de menos de 100 acções (3) (cf. lote - padrão).

FTA - Fluxo de tesouraria actualizada.

Fundo de amortização - Fundo constituído por uma empresa para o reembolso antecipado de uma dívida.

Fundo de amortização por recompra - Tipo de fundo de amortização ("Sinking found") em que as verbas são usadas só na compra de obrigações que estejam abaixo do par.

Fundo de investimento (aberto) - Fundo de investimento em valores mobiliários cujas unidades de participação são vendidas a investidores.

Fundo de investimento indexado -Fundo de investimento estruturado para replicar a rendibilidade de um índice do mercado de acções.

Fundo de maneio - Activo circulante menos o Passivo de curto Prazo.

Fundo de tesouraria - Fundo de investimento em que a carteira é constituído apenas por activos de curto prazo e de baixo risco.

Fusão (1) Aquisição em que todos os activos e todos os passivos são absorvidos pelo comprador (cf. aquisição por troca de activos, aquisição por troca de acções).

(2) Mais geralmente, qualquer associação entre duas empresas.

Fusão em conglomerado - Fusão entre duas empresas de sectores de actividade económica não relacionados (cf. fusão horizontal e fusão vertical).

Fusão horizontal - Fusão entre duas empresas que produzem produtos similares (cf. fusão vertical e fusão em conglomerado).

Fusão vertical - Fusão entre um fornecedor e o seu cliente (cf. fusão horizontal, fusão em congelamento).

Futuro - Contrato futuro.

(3) N.T.: Na Bolsa de Valores de Lisboa as transacções de acções e de outros valores mobiliários processam-se em múltiplos do lote- padrão, para a maioria das emissões cotadas que tem sido de 100 acções. Quantidades menores são transaccionadas no designado Mercado de Fracção

 


 

J

Juro composto- Reinvestimento dos juros vencidos em conjunto com o capital inicial para render mais juros (cf. juros simples).

Juro simples - Juros calculados somente sobre o capital inicial (cf. juros compostos).

Juros vencidos - Juros já vencidos, mas ainda não pagos.

"Junk bond" - Obrigações de alto risco.

 

K

Kiretsu - Um conjunto de empresas Japonesas dominadas por um grande banco.

 

L

LBO "Leverage Buyout" - Aquisição de uma empresa em que uma grande parcela do preço de compra é financiado através da divida e o remanescente desse valor é objecto de colocação privada num pequeno número de investidores (capital).

Leis estaduais do mercado de capitais - Leis estaduais para a emissão e a negociação de valores mobiliários.

Letra - Termo genérico de um documento que representa a exigência de um pagamento.

LIBOR - London Interbank Offered Rate (4).

Líder de sindicato de colocação - Líder do sindicato de colocação de uma nova emissão. O líder mantém o registo dos valores mobiliários vendidos.

Linha de crédito - Acordo pelo qual um banco compromete-se a conceder a uma empresa um empréstimo até um certo limite e em qualquer momento.

Linha do mercado de capitais ("Security Market Line") - Linha que representa a relação entre rendibilidade esperada e o risco de mercado.

Liquidatário -Pessoa nomeada pelos credores gerais, em Inglaterra, para controlar a venda dos bens de uma empresa insolvente, bem como o pagamento das dívidas.

Locação ("Leasing") - Acordo de aluguer de longa duração.

Locação com endividamento - Locação na qual o locador financia parte do preço do activo através da emissão de um empréstimo garantido pelo activo e pelas respectivas rendas.

Locação com venda prévia - Venda de um activo existente a uma instituição financeira que posteriormente o concede em locação ao anterior utilizador (cf. locação directa).

Locação de serviço completo - Locação na qual o locador se compromete a fazer a manutenção e a suportar as despesas do seguro do equipamento (cf. locação simples).

Locação directa - Locação em que o locador compra directamente ao fabricante um equipamento novo e o aluga ao locatário (cf. locação com venda prévia).

Locação financeira - Locação de longo prazo e não cancelável (cf. locação operacional).

Locação operacional - Locação de curto prazo cancelável (cf. locação financeira).

Locação simples - Modalidade de locação em que compete ao locatário assegurar a manutenção e o seguro do equipamento (cf. locação de serviço completo).

Locador - Proprietário de um activo alugado (cf. Locatário).

Locatário - Usufrutuário de um activo alugado (cf. Locador).

London Interbank Offered Rate (Libor) - A taxa de juro a que os maiores bancos internacionais operando em Londres cedem fundos uns aos outros. (Libid é a taxa londrina interbancária a que compram fundos. Limean é a média das taxas interbancárias da procura e da oferta de fundos).

Lote - padrão - Transacção de 1000 acções ( cf. fracção).

Lucros retidos - Lucros não distribuídos como dividendos.

LYON - "Liquid Yield Option"- Obrigações "LYON"

 

M

Maioria absoluta - Urna disposição estatutária de uma empresa exigindo uma maioria de, por exemplo. 80% dos votos dos accionistas para aprovação de certas modificações, tais como uma fusão.

Maldição dos vencedores - Problema enfrentado pelos subscritores mal informados. Por exemplo numa oferta pública de subscrição iniciai é provável que os participantes mal informados recebam maiores lotes da emissão que os outros, mais bem informados e que sabem da sobrevalorização dos títulos.

Margem - Dinheiro ou valores imobiliários caucionados por um investidor para garantia da boa execução do contrato.

Margem de intermediação na colocação - Diferença entre o preço a que o intermediário financeiro tomador adquire uma emissão à empresa emitente e o preço a que ele a revende ao público.

Margem de manutenção - Margem única que deverá ser mantida num contrato futuro.

Margem de variação - Ganhos e perdas diárias num contrato futuro que são creditados na conta do investidor.

MIBO "Management Buyout" - Aquisição da empresa pelos seus gestores.

MIDA "Multiple Discriminant Analysis" - Análise discriminante múltipla.

Mercado cinzento ("grey market") - Compras e vendas de euro-obrigações antes de estar fixado o preço final da emissão.

Mercado de balcão (OTC) - Mercado informal fora de uma bolsa de valores. Designação usada especificamente para de acções ordinárias do NASDaq (5).

Mercado de capitais - Mercado financeiro, especialmente o mercado de valores mobiliários (longo prazo).

Mercado eficiente - Mercado no qual toda a informação se reflecte instantaneamente nos preços dos valores mobiliários.

Mercado em alta - Subida generalizada das cotações dos valores mobiliários (cf. mercado em baixa).

Mercado em baixa - Declínio generalizado das cotações dos valores mobiliários (cf. mercado em alta).

Mercado monetário - Mercado de curto prazo para investimentos financeiros seguros.

Mercado secundário - Mercado para compra e venda de valores mobiliários já emitidos.

Método ACRS de amortização acelerada - Tabela de taxas de amortização fiscalmente aceites.

 

N

NASD - "National Association of Securities Dealers"

Novação ("defeasance" legal") - Anulação de dívida pela qual a dívida da empresa é cancelada (cf. anulação de divida em substância).

NYSE - "New York Stock Exchange"

 

(4) N,T.: Em Portugal existe uma taxa de juros de referência equivalente chamada Lisbor.

(5) N.T.: 0 termo significa "National Association of Securities Dealers Automated Quotation".

 


 

O

Obrigações (6) - Valores mobiliários representativos de um empréstimo a médio ou a longo prazos.

Obrigações abaixo do par - Dívida vendida abaixo do seu valor nominal. Se as obrigações não pagarem quaisquer juros, são chamadas obrigações a desconto "puras" ou obrigações de cupão zero.

Obrigações "bull-bear" - Obrigações cujo valor de reembolso está indexado ao preço de um outro título. As obrigações são emitidas em duas tranches: na primeira, o reembolso cresce com o preço do outro título; na segunda, o reembolso decresce com o preço do outro título.

Obrigações "bulldog" - Emissão de obrigações estrangeiras no mercado de Londres.

Obrigações com vencimento escalonado - Pacote de obrigações que se vencem em anos sucessivos.

Obrigações convertíveis - Obrigações que podem ser convertidas noutro valor mobiliário por opção do seu titular. De modo semelhante para acções preferenciais convertíveis.

Obrigações de alto risco ("junk") - Dívida cuja notação de risco de crédito é inferior a Baa ou BBB.

Obrigações de baixo risco - Obrigações cuja notação de risco de crédito ("rating") é de, pelo menos. Baa, segundo Moody's, ou de BBE. segundo a Standard and Poor's.

Obrigações de cupão crescente - Obrigações em que a taxa de cupão vai subindo por degraus ao longo do tempo (também. obrigações de cupão decrescente).

Obrigações de cupão indexado (OCI) - Obrigações em que a taxa de cupão varia com a taxa de juro de curto prazo.

Obrigações de cupão zero - Obrigações abaixo do par porque não fazem qualquer pagamento de cupões.

Obrigações de médio prazo - Obrigações com prazo de vencimento típico entre 1 e 10 anos oferecidas à subscrição com regularidade, uma empresa utilizando o mesmo procedimento que o papel comercial.

Obrigações desprovidas dos cupões - Obrigações que pode ser dividida numa serie de obrigações de cupão zero.

Obrigações em duas divisas - Obrigações com juros pagos numa visa e capital em dívida reembolsado noutra.

Obrigações estrangeiras- Obrigações emitidas no mercado doméstico de um País diferente do da entidade emitente.

Obrigações "flip-flop" - Obrigações que permitem ao seu titular colher livremente. entre dois tipos de dívida.

Obrigações garantidas por acções - Obrigações garantidas por acções que são propriedade do devedor.

Obrigações hipotecárias - Obrigações garantidas pela hipoteca e instalações e de equipamentos.

Obrigações hipotecárias CMO - Uma variedade de obrigações hipotecárias em que as receitas de um fundo de hipotecas serve para fazer face aos pagamentos de várias series de obrigações com vários prazos de vencimento.

Obrigações "industrial revenue" (IRB) - Obrigações emitidas por agências governamentais locais (dos EUA) para fomentar o investimento das empresas.

Obrigações "Lyon" - Obrigações de cupão zero, reembolsáveis por iniciativa da emitente e/ou dos investidores, e convertíveis.

Obrigações "mismatch"- Obrigações de cupão indexado cuja taxa é reajustada em intervalos mais frequentes do que o período de referência dessa taxa (v,g. uma obrigação cujos pagamentos são reajustados trimestralmente mas com base numa taxa anual).

Obrigações OCI de taxa inversa - Obrigações de cupão indexado cuja taxa aumenta quando o nível geral das taxas de juro desce, e vice-versa.

Obrigações participantes - Obrigações cujos juros serão pagos só se a empresa tiver lucros.

Obrigações "pass-through" - Obrigações garantidas por uma carteira de activos de financeiros (v.g. por hipotecas, CARD. CAR).

Obrigações PIK - Obrigações em que a emitente pode escolher pagar os juros periódicos sob a forma de obrigações adicionais,

Obrigações PN - Obrigações emitidas por um instituto público para a habitação ou para a renovação urbana.

Obrigações por séries - Obrigações que podem ser emitidas em várias séries sob o mesmo acordo formal (contrato de emissão).

Obrigações prorrogáveis - Obrigações cujo vencimento pode ser prorrogado por, opção obrigacionista (ou do emitente).

Obrigações Samurai - Obrigações em ienes emitidas em Tóquio por uma empresa não japonesa (cf. obrigações bulldog". obrigações"yankee").

Obrigações Shogun - Obrigações em dólares emitidas no Japão por uma empresa não residente.

Obrigações Sushi - Euro-obrigações emitidas por uma empresa Japonesa

Obrigações VRDB - Obrigações de cupão indexado que podem ser periodicamente revendidas à emitente.

Obrigações "vankee" - Obrigações em dólares emitidas nos EUA por uma empresa não residente (cf. obrigações"bulldog" e obrigações Samurai).

OCI - Obrigações de cupão indexado.

Oferta de subscrição de valores mobiliários - Emissão de novos valores mobiliários por uma empresa (cf. oferta "secundaria" de valores mobiliários).

Oferta pública de aquisição (OPA) - Oferta geral feita directamente aos accionistas de uma empresa para comprar suas acções.

Oferta pública de subscrição inicial (OPI) - A primeira emissão publica de acções ordinárias por uma empresa.

Oferta pública de subscrição - Oferta de subscrição de valores mobiliários dirigida a todos os investidores (cf. direito de preferencia ).

Oferta pública inicial - Emissão de valores mobiliários para os quais ainda não existe mercado (cf. emissão de acções de empresa já cotadas).

Oferta secundária de acções - (1) Processo de venda por blocos de acções já cotadas. - (2) Mais genericamente, venda de acções já emitidas.

Opção - Ver opção de compra (call), opção de venda (put).

Opção americana - Opção que pode ser exercida em qualquer momento até à data final de exercício (cf. opção europeia).

Opção asiática - Opção baseada no preço médio do activo subjacente durante a vida da opção.

Opção com limite(s) de preço - Opção cuja existência está dependente de o preço do activo atingir um determinado patamar (cf. opção "down-and-out", Opção "down-and-in").

Opção composta - Opção sobre urna outra opção.

Opção de compra ("call") - Opção de compra de um determinado activo por um preço de exercício especificado, na data de vencimento ou até essa data (cf. opção de renda – "put").

Opção de venda envenenada - Cláusula conferindo ao obrigacionista o direito de solicitar o reembolso da dívida em caso de uma fusão hostil.

Opção de venda ("put") - Opção para vendo de um activo por um preço de exercício especificado até uma data predefinida ou nessa mesma data (cf. opção de compra "call").

Opção dependente da evolução histórica - Opção cujo valor depende da sequência de preços do activo subiacente e não apenas do seu preço final.

Opção "down-and-in" - Opção com limite(s) que se torna efectiva só se o preço do activo subjacente atingir o(s) Iimite(s).

Opção europeia -Opção que pode ser exercido só na data de vencimento (cf. Opção americana).

Opção "in-the-money" - Opção que seria lucrativo exercer se o seu vencimento fosse imediato (cf. opção "out-of-the-money").

Opção "Iookback" - Opção em que os proveitos dependem do preço mais elevado que se verificar durante a vida da opção.

Opção não coberta - Opção isolada. isto é, não utilizada para cobrir uma posição num activo ou noutras opções.

Opção "out-of-the-rnoney" - Urna opção que não seria vantajoso exercer se se vencesse imediatamente (cf. opção "in -the –money").

Orçamento de investimentos - Plano, geralmente anual, dos investimentos programados.

Orçamento de tesouraria - Previsão dos recebimentos e dos pagamentos.

OTC "Over - the - counter " - Mercado de balcão.

 

(6) N.T.: Nos EUA as obrigações de médio prazo (até 10 anos) são conhecidas por "notes" e as de longo prazo (acima de 10 anos), por "bonds".


P

PAAT - Plano de aquisição de acções, para trabalhadores.

Papel comercial - Títulos de dívida não garantidos emitidos pelas empresas, com vencimentos até 9 meses (7).

Paridade das taxas de juros - Teoria que defende que o diferencial entre a taxa de câmbio "forward" e a taxa de Câmbio à vista é igual à diferença entre as taxas de juro no país dessa divisa e as do mercado doméstico.

Pára-quedas dourado - Um grande Pagamento final devido, aos administradores de uma empresa perderem os seus lugares como resultado de uma fusão.

Participação no rateio das acções sobrantes - Num aumento de capital com direitos de preferência os accionistas Podem candidatar-se às acções sobrantes.

Passivo de curto prazo ou corrente - Passivo que será normal- mente liquidado num prazo até um ano.

Passivo, passivo total - Valor total dos créditos sobre os activos da empresa. É igual a (1 ) valor do Activo ou (2) ao valor total de Activo menos Situação Líquida.

PBGC - "Pension Benefit Guarantee Corporation".

Pedido de afectação de fundos - Pedido formal de fundos para um projecto de investimento.

Penhor - Direitos do credor sobre determinados activos.

Período de recuperação ("payback") - Período de vida de um projecto necessário para a recuperação do respectivo investimento inicial.

Perpetuidade - Investimento que proporciona uma renda perpétua constante (cf. consolidado).

Pílula envenenada - Uma emissão de valores mobiliários que é convertível, no caso de uma fusão, em acções da empresa compradora ou que têm de ser recomprados por esta.

PIK "Pay-in-kind bond" - Obrigações PIK.

Plano de aquisição de acções para trabalhadores (PAAT) - Contribuição de uma empresa para um fundo comum destinado à aquisição de acções em proveito dos seus trabalhadores.

PL - Programação linear.

Plataforma de entendimento - Acordo informal entre o devedor e os credores.

Plano de reinvestimento de dividendos (PRD) - Plano que permite aos accionistas um reinvestimento automático de dividendos que lhe tenham sido atribuídos.

PN "Project Note" - Obrigações PN.

Ponto - base 0,01 de 1% (0,0001).

Pontuação do risco de crédito - Método para atribuir uma pontuação ("score") a quem pede emprestado. baseado no seu risco de incumprimento.

Pontuação Z - Medida da probabilidade de falência.

Posição curta de cobertura - Venda de um instrumento de cobertura de risco (v.g., um futuro) para cobrir uma posição, longa no subjacente (cf. posição longa de cobertura).

Posição longa de cobertura - Compra de um instrumento de cobertura de risco (v.g.. um futuro) para cobrir uma posição curta activo subjacente ( cf. posição curta de cobertura).

PRD - Plano de reinvestimento de dividendos.

Preço à vista - Preço de um activo para entrega imediata (em contraste com um preço "forward" ou o preço de, um futuro).

Preço de compra - Preço a que um "dealer" está disposto a comprar (cf. preço de venda).

Preço de conversão - Valor nominal de uma obrigação convertível dividido pelo numero de acções pelo qual ela pode ser trocada.

Preço de exercício ("Striking price") - Preço a que uma opção de compra "call" ou de venda "put" pode ser exercida.

Preço de venda - Preço a que um "dealer" está disposto a vender (cf. preço de compra).

Preço total - Preço de uma obrigação incluindo os juros vencidos, isto é, o preço pago pelo comprador de obrigação.

Prémio de liquidez - (1 ) Remuneração adicional exigida por uma aplicação em valores mobiliários com reduzido grau de liquidez

- (2) Diferença entre a taxa de juro "forward" e a futura taxa de juro à vista ("spot") esperada para o mesmo período.

Prémio de opção de compra - ( 1 ) Diferença entre o preço da amortização antecipada das obrigações pelo seu emitente e o seu valor nominal.

- (2) Preço de uma opção de compra.

Prémio de risco - Valor esperado do excesso de rendibilidade de um investimento com risco em relação a um outro. sem risco.

"Prime rate" - Taxa de juros activa de referência utilizada pelos bancos americanos.

Privilégio absoluto - Regra do processo de falência pela qual os créditos privilegiados são pagos integralmente antes de qualquer pagamento aos credores gerais.

Problema mandante- mandatário - Problema com que se confronta o mandante ( v.g., um accionista) no sentido de garantir, que o mandatário (v.g. ,um gestor de empresa) defenda os seus interesses.

Programação inteira - Variante da linear em que os valores da solução devem ser números inteiros.

Programação linear (PL) - Técnica para encontrar o valor máximo de uma equação linear sujeita a determinadas restrições lineares.

Programação quadrática - Variante da linear em que as equações são de segundo grau em vez de serem lineares.

Projecto condicionado - Projecto que não pode ser concretizado, a não ser que outro também o seja.

Projectos mutuamente exclusivos - Dois projectos que não podem ser implementados conjuntamente.

Prospecto - Resumo da informação fornecida (à SEC) para efeito de registo de uma emissão de valores mobiliários.

Protecção contra tubarões - Alteração estatutária da empresa destinada à defesa contra uma aquisição.

PVGO- "Present Value of Growths Opportunities".

 

(7) N.T.: - A legislação portuguesa permite a emissão de papel comercial com maturidade até 2 anos.


Q

Q - Quociente entre o valor de mercado de um activo e o seu custo de substituição.

Quadrado do coeficiente de correlação (R2) - Quadrado do coeficiente de correlação - a proporção da variabilidade de uma série que pode ser explicada pela variabilidade de outra ou mais séries.

 

R

RAA - Rendibilidade Anormal Acumulada.

Rácio de cobertura (delta, delta da opção) - Número de acções a adquirir por cada opção subscrita de modo a criar uma posição sem risco: mais genericamente. o número de unidades longas de um activo que deverá ser comprado para cobrir o risco de uma unidade curta de outro activo.

Rácio de conversão - Número de acções porque pode ser trocada , uma obrigação convertível.

Rácio de distribuição de dividendos (rácio de "payout") - Relação entre os dividendos e os lucros por acção.

Rácio de liquidez geral - Activo circulante dividido pelo passivo de curto prazo - uma medida de liquidez.

Rácio de liquidez reduzida - Medida de liquidez: activo circulante menos existências, dividido pelo passivo de curto prazo.

Rácio PER - Quociente entre o preço de mercado da acção e os lucros por acção ("Price earnings ratio")

Racionamento de capital - Insuficiência de recursos financeiros que obriga uma empresa a escolher entre projectos de investimento com valor actual positivo.

RAJI - Resultados antes de juros e impostos.

Reavaliação "a posteriori" - Avaliação de um projecto de investimento após ter sido realizado.

Reavaliação (diária) ao preço de mercado - Um procedimento em que os ganhos e as perdas de um contrato futuro são liquidados diariamente.

"Receiver" - Profissional nomeado pelos credores privilegiados. Em Inglaterra, para supervisionar o pagamento das dívidas numa situação de falência,

Recibo de armazenagem - Documento comprovativo de que uma empresa possui mercadorias armazenadas num armazém.

Recibo de Depositário Americano de Valores Mobiliários (ADR) - Título emitido nos EUA em representação de acções emitidas por uma empresa estrangeira

Recibo de "fideicomisso" - Recibo dos produtos que devem ser mantidos pelo credor em "fideicomisso".

Reembolso-balão - 0 último pagamento é substancialmente maior do que as prestações anteriores (v.g.. quando um empréstimo é liquidado em prestações).

Reembolso final único - Pagamento integral no termo do prazo, i.é., de um empréstimo (em contraste com o reembolso em prestações).

Reforma do crédito - Substituição de uma dívida existente por uma nova dívida.

Regime de capitalização contínua - Juros compostos continuamente e não em datas Fixas.

Registador ("registrar") - Instituição financeira encarregada registar a emissão e a propriedade dos valores mobiliários emitidos pela empresa.

Registo - Processo de obtenção da aprovação de uma emissão pública de valores mobiliários junto da SEC Securities and Exchange Commission.

Registo contabilístico - Sistema no qual , é emitido um só certificado global como obrigação geral. Sendo uma data titularidade comprovada por um extracto dessa participação nesse certificado.

Registo de um plano de emissões - Procedimento que permite às empresas utilizar um mesmo registo de emissão para colocações do mesmo valor imobiliário.

Regra 144ª , Regra da SEC - (Securities and Exchange Commission) que permite a investidores institucionais qualificados adquirir e transaccionar valores mobiliários não registados.

REIT - Real Estate Investment Trust; Sociedade "Trust".

Rendas económicas - Resultados acima do nível dos de uma situação com concorrência.

Rendibilidade anormal - A parte da rendibilidade que não é devida a causas sistemáticas, por exemplo, alterações generalizadas de preços no mercado.

Rendibilidade até ao vencimento - Taxa interna de rendibilidade de uma obrigação

Rendibilidade de conveniência - Vantagem adicional que a empresa obtém por possuir um bem em vez de um contrato futuro.

Rendibilidade do investimento (ROI) - De uma forma genérica, o quociente dos resultados contabilísticos pelo activo liquido.

Rendibilidade dos capitais próprios (RCP)- Habitualmente, o rácio entre os lucros líquidos e o valor contabilístico dos capitais próprios.

Rendibilidade esperada - Média das possíveis rendibilidade futuras ponderadas pelas respectivas probabilidades.

Rendibilidade esperada pelo mercado - Valor esperado da rendibilidade de um valor imobiliário

Reporte - Acordo de recompra.

Reservas de caixa - Depósitos dos bancos no Sistema de Reserva Federal (Federal Reserve) e que não são por este remunerados. As reservas livres podem ser transaccionadas entre bancos.

Responsabilidade limitada - Limitação dos prejuízos dos accionistas aos montantes investidos na empresa.

Resultado económico - Fluxo de tesouraria mais a variação do valor actual.

Risco "comportamental" ("moral hazard") - A existência de um contrato cria o risco de poder alterar-se o comportamento, de um ou de ambos os contratantes, i.é , uma empresa com um seguro contra incêndios pode reduzir as precauções que toma.

Risco de base - Risco residual que se verifica quando o preço do activo de base e o do futuro não variam exactamente em paralelo.

Risco de mercado (risco sistemático) - Risco que não pode ser reduzido por diversificação.

Risco específico - Risco que pode ser eliminado por diversificação.

Risco sistemático - Risco de mercado.

ROI Return on Investment - Rendibilidade do investimento.


S

Saldo compensatório - Depósitos à ordem não remunerados para compensar empréstimos ou serviços prestados pelo banco.

Saque a termo - Solicitação de pagamento numa data futura especificada (cf. Saque à vista).

Saque à vista - Solicitação de pagamento imediato (cf. Saque a termo)

Saque comercial (letra) - Ordem de pagamento.

SBCI - "Small Business, Investment Company".

SEC - "Securities and Exchange Commission",

Selecção adversa - Situação na qual uma determinada política, de preços leva a que só os clientes menos desejáveis façam negócios, e, por exemplo, um aumento dos prémios de seguros resulta na compra de seguros exclusivamente para cobrir os piores riscos.

Selecção negociada do intermediário tomador - (" negotiated underwriting") - Processo de escolha do intermediário financeiro tomador ("underwriter") de uma emissão de valores mobiliários. A maioria das empresas escolhe este intermediário por negociação (cf. selecção por concurso).

Selecção por concurso - Procedimento exigido às empresas holding de serviços de utilidade pública na escolha de um intermediário financeiro tomador ("underwriter") (cf. selecção negociada do intermediário tomador).

Sem direitos - Aquisição de acções na qual o comprador já não tem o direito de preferencia na subscrição de novas acções na próxima emissão ( cf. com direitos "cum direitos").

Sem dividendos- Aquisição de acções na qual já não tem o direito a receber o dividendo em fase de pagamento.

Simulação- Simulação de Monte de Carlo.

Simulação de Monte Carlo - Método para calculara distribuição de probabilidades de acontecimentos (resultados) aleatórios, v.g., de um projecto.

Sinal - Acção que demonstra as características ocultas de um agente (porque, seria indevidamente caro para alguém sem essas características desenvolver a acção).

Situação líquida - Soma dos valores contabilisticos do capital social. das reservas e dos resultados retidos.

Sociedade do tipo em nome colectivo - Sociedade comercial em que os sócios comanditados assumem uma responsabilidade ilimitada.

Sociedade do tipo em comandita - Sociedade em que alguns sócios têm responsabilidade limitada (comanditários). e os outros sócios têm responsabilidade ilimitada (comanditados).

Sociedade "holding" (SGPS) -Sociedade cuja única função é deter participações no capital de Outras empresas ou subsidiárias.

Sociedade "Trust" - Empresa 'Trust" formada especificamente para investir no imobiliário

"Spread" horizontal - A compra e a venda simultâneas de duas opções que diferem somente na data de exercício (cf . "Spread" vertical ).

"Spread" vertical - Compra e venda simultâneas de duas opções que diferem somente no preço de exercício (cf. horizontal).

"Straddle" - Combinação de uma opção de venda ("put") e de urna opção de compra ("call") com o mesmo preço de exercício.

Subscritor de uma opção - Investidor que vende uma opção

"Swap" - Acordo em que duas empresas concedem entre si dois .créditos sob diferentes condições, v.g., em divisas diferentes ou em que um tem uma taxa de juro fixo. E o outro tem uma taxa de juro flutuante.

"Swap" de taxa de juro de capital variável ("Swap" AIRS)

"Swap" - cujo capital de referência aumenta (reduz) quando a taxa juro aumenta (reduz).

"Swaption" - Opção sobre um "Swap"

 

T

Taxa de crescimento autofinanciado - Taxa máxima a que uma empresa pode crescer sem financiamento exterior (cf. taxa de crescimento sustentável).

Taxa de actualização - Taxa usada para calcular o valor actual dos fluxos de tesouraria futuros.

Taxa de câmbio à vista ("spot") - Taxa de câmbio de uma divisa para entrega imediata (cf.

Taxa de câmbio "forward" - Taxa de câmbio fixada no presente para câmbio de divisas numa data futura (cf. taxa de câmbio à vista).

Taxa de crescimento sustentável - Taxa máxima de crescimento de uma empresa sem aumentar o efeito de alavanca financeiro (cf. taxa de crescimento).

Taxa de imobilização de crédito - Taxa cobrada pelo banco sobre o montante não utilizado de uma linha de crédito.

Taxa de juro anual (em %) (TJA) - Taxa de juro anualizada usando juros simples

Taxa de juro à vista ("SPOT") - Taxa de juro fixada no presente para um empréstimo contraído na mesma data ( cf. taxa de juro "forward" )

Taxa de juro "forward" - Taxa de juro fixada hoje para um empréstimo a iniciar-se numa data futura( cf. taxa de juro à vista ).

Taxa de juro nominal - Taxa de juro expressa em termos monetários ( cf. taxa de juro real).

Taxa de juro real - Taxa de juro expressa em termos reais, i.e., taxa juro nominal corrigida da inflação.

Taxa de rendibilidade por dividendos ("dividend vield") - Dividendo anual dividido pelo preço de mercado de acção.

Taxa de rendibilidade mínima - Valor mínimo aceitável para a rendibilidade de um projecto.

Taxa interna de rendibilidade (TIR) - Taxa de actualização que torna o valor actual líquido de um investimento igual a zero.

Tecto ("cap") - Limite superior da taxa de juro de uma obrigação de cupão indexado.

Teoria do agente - Teoria que respeita à relação entre um mandante, v.g., um accionista. E um Seu mandatário, v.g., o gestor da empresa.

Texto - padrão - Termos e condições-padrão num contrato, v.g., num contrato de empréstimo

Títularização - Conversão em títulos negociáveis de instrumentos negociados em privado.

Títulos "drop lock" - Acordo pelo qual a taxa de juros de uma obrigação de cupão indexado ou de uma acção preferencial se torna fixa se atingir um valor mínimo pré -especificado.

TJA - Taxa de juro anual (em %).

"Tranche" - Parte de uma nova emissão vendida num momento diferente ao resto ou que tem condições diferentes. 


U

Unidade Monetária Europeia (ECU) - Um cabaz constituído por diferentes (12) divisas europeias.

 

V

VAA - Valor actual ajustado

VAL - Valor actual líquido

Valor actual - Valor actualizado de um conjunto de fluxos de tesouraria futuros.

Valor actual ajustado (VAA) - Soma do valor actual líquido de um activo financiado exclusivamente por capitais próprios com o valor actual dos vários efeitos laterais oriundos do financiamento adoptado.

Valor actual das oportunidades de crescimento (VAOC) - Valor actual líquido dos investimentos previstos para a empresa.

Valor actual líquido - A contribuição liquida de um projecto para a criação de riqueza - o valor actual deduzido do valor do investimento inicial.

Valor facial - Valor nominal

Valor mobiliário ao portador - Valor mobiliário" (9) cuja titularidade e garantida simplesmente pela sua posse (cf. valor mobiliário registado).

Valor mobiliário registado - Valor mobiliário cujo proprietário está registado no registador da empresa (cf. valor mobiliário ao portador).

Valor nominal - Valor impresso no título de uni valor mobiliário.

Valor residual - Valor de sucata de instalações e equipamentos.

VAR "Value-at-risk" *- Modelo VAR.

Variação mínima de preço ("tick") - Montante mínimo que o preço de um valor mobiliário pode variar,

Variância - Desvio médio quadrático em relação ao valor esperado a uma medida de variabilidade.

Venda a descoberto - Venda de um valor mobiliário que o investidor não possui.

Venda condicionada - Venda na qual o direito de propriedade dos bens não passa para o comprador sem que seja efectuado o pagamento integral.

Volatilidade - é simultaneamente a palavra mais utilizada e menos entendida no mundo das opções e dos warrants. Volatilidade significa pura e simplesmente movimento, mas este conceito não é totalmente assimilado pelos investidores que operam em acções e futuros e que estão habituados a pensar em termos de direcção de mercado e não de movimento de mercado. A direcção ou sentido do mercado é muito importante para o investidor em warrants e opções, mas a diferença entre este investidor e o investidor em acções é que para o  primeiro a velocidade a que se move o mercado tem uma importância fundamental. Se o mercado a contado não se move com a suficiente velocidade, as opções diminuem de valor pelo simples facto de se reduzir a probalidade de que o activo subjacente alcance um determinado preço de exercício na data de vencimento do warrant.
Diz-se frequentemente que um activo financeiro é  volátil quando este regista oscilações fortes no seu comportamento: podemos dizer que a volatilidade mede os desvios da evolução do preço de um determinado activo em relação a um valor médio.
É importante mencionar que o investidor não tem que saber como se calcula cada um destes parâmetros para ter sucesso na negociação em warrants. O que é realmente importante para o investidor é saber interpretar estes parâmetros.

Existem três tipos de volatilidade:

Volatilidade Histórica - É a volatilidade passada (com base em séries históricas) tal como a descrevemos anteriormente e é conhecida. Esta volatilidade ajuda-nos a estimar qual vai ser a volatilidade futura do activo.

Volatilidade Implícita - É a volatilidade futura estimada pelo mercado. Esta volatilidade obtém-se através dos preços das opções negociadas no mercado de derivados e é calculada através  de métodos probabilísticos complexos. A volatilidade implícita é utilizada para calcular o preço dos warrants e das opções. Como o resto dos parâmetros que influenciam a valorização dos warrants, a volatilidade implícita utilizada na cotação de um warrant deve se seguida atentamente já que o resultado do investimento em warrants depende em grande medida não só da direcção de mercado mas também da direcção dos movimentos na volatilidade para o warrant escolhido até ao vencimento do warrant. No mercado de warrants, o comprador do warrant está a comprar a probabilidade de que o activo subjacente atinja um determinado valor numa determinada data, isto é, está a comprar volatilidade. Assim, se a volatilidade do activo subjacente sobre, isto é, se a velocidade a que se movem os preços aumenta, maior será a probabilidade de que seja alcançado o preço de exercício e logo o preço do warrant irá subir, quer seja um call warrant quer seja um put warrant. Ao contrário, se a volatilidade cai isto terá um efeito negativo no preço do warrant, e mais uma vez quer seja um call warrant quer seja um put warrant.

Pode acontecer que o preço do activo subjacente suba ao mesmo tempo que a volatilidade baixa e aí poderemos ver o preço do call warrant a descer ao invés de subir ou a subir menos do que estávamos à espera. O vega de cada opção é uma variável que mede quanto varia o preço do warrant em euros se a volatilidade implícita varia 1%. O vega não é constante e depende entre outros factores do tempo que falta até ao vencimento do warrant. O investidor em warrant deve ter em conta este factor no momento em que toma a decisão de investir em warrant e deve tentar estimar os movimentos que o activo subjacente possa vir a sofrer no futuro já que estes afectarão directamente a avaliação do warrant.

A volatilidade implícita nem sempre acompanha a volatilidade histórica. Em teoria, não existe uma relação entre uma direcção do preço do activo subjacente e a direcção da volatilidade implícita, mas na prática, verifica-se um relação negativa em períodos curtos de tempo. Um exemplo são os períodos de crash em que quedas do mercado são acompanhadas de subidas nas volatilidades  implícitas, pelo simples facto de que os investidores profissionais começam a comprar opções puts para cobrirem  as suas carteiras, o que naturalmente faz subir as volatilidades. É por esta razão que em períodos de quedas abruptas de mercado de ter-se alguma cautela no investimento em warrants, pois pode dar-se o caso de que um aumento na volatilidade implícita faça subis o preço dos warrants.

Volatilidade Real - Futura - É a volatilidade efectiva do preço do activo subjacente no futuro. Não é conhecida à partida e uma vez verificada torna-se imediatamente volatilidade histórica. Os operadores dos mercados de opções tentam que a sua estimativa - volatilidade implícita - seja tão próxima quanto possível da volatilidade real.

Votação acumulativa - Um accionista pode juntar todos os seus votos num candidato ao conselho de administração (cf. votação por maioria ).

Votação por maioria - Sistema de votação segundo o qual para cada administrador vota-se separadamente (cf. votação acumulativa).

Voto por procuração - Voto expresso por uma pessoa em representação de outra.

VRDB Variable Rate Demand Bond - Obrigações VRDB,

 

W

"Warrant" - Opção de compra de longo prazo emitida por uma empresa.

"Warrant" neutro (em relação ao capital) - "Warrant" que permite ao detentor desse direito adquirir uma obrigação com uma outra obrigação de características semelhantes.

Wi When issued - Abreviatura inglesa de "quando emitido".

 

(9) N.T.: Em Portugal. devido à desmaterialização de muitas emissões -i posse de um valor mobiliário pode resumir-se a um simples registo informático em nome do proprietário em vez da posse física de um título.

Actualizado em ( Quinta, 26 Fevereiro 2009 14:08 )  

Comentar

1 - Não utilize linguagem inapropriada ou insultuosa nos seus comentários.
2 - Não faça publicidade nem exiba links descontextualizados.


Código de segurança
Actualizar

Fotografia



Instalações do Grupo Gesbanha
Localização

Gesbanha - Entidade Certificada

 

Entidade Certificada

 

A Gesbanha é uma entidade Certicada pela APCER com a certificação ISO 9001.

Sites Recomendados

Até onde pode ir?
Apresentamos-lhe aqui links para sites que recomendamos a sua visita.

Sondagem

O que acha do novo site?
 

Em Destaque

 

Concurso Intermunicipal de Ideias de Negócio CIM RC

Arganil recebeu na tarde do passa...

 

Nova prova de rendimentos - prestações sociais

Segurança Social envia cartas ao...

 

Alteração ao limite máximo do subsídio de alimentação não sujeito a IRS e Segurança Social e reporte à Segurança Social

Alteração ao limite máximo do su...

 

Final Intermunicipal IN.AVE

A Rede IN.AVE – Rede de Empreen...